sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Sucesso habitacional em Medellín é evidenciado pelo arquiteto Juan Botero



De acordo com o arquiteto o Modelo Medellín para habitação conquistou o aumento da qualidade de vida em 23%. Este modelo engloba uma política transparente com redução de contas, o social através da garantia de oportunidades de educação e cultura, o territorial e o urbanístico com estética e inclusão social. “Tudo isso gera a confiança do público e uma maior convivência entre as pessoas, que levam a um respeito pela vida”, enfatizou.
O arquiteto da Empresa Dessarolo Urbano (Edu) - empresa do governo municipal de Medellín, Colômbia, que trata sobre o desenvolvimento urbano - Juan Botero, mostrou os programas, planos, estratégias e características que transformaram a cidade de Medellín em 10 anos.
O respeito pela vida é o que motiva todas as situações para que o desenvolvimento seja feito da forma correta. A estratégia de ação explicada por Juan trata de um planejamento das cidades de forma integrada com outras questões, não apenas a moradia, mas também com os equipamentos necessários, como escolas, parques bibliotecas, jardins infantis, alternativas de transporte, entre outros.
“Os projetos desenvolvidos são escolhidos através de concurso público e com recursos públicos, de impostos e de retorno de empresas públicas. As pessoas começam a pagar os seus impostos em dia quando sabem o que acontece com o seu dinheiro e quando verificam as mudanças nos seus bairros”, explicou.
O arquiteto Roberto Guione de Recife, parabenizou a palestra e fez uma reflexão sobre a realidade brasileira. “Estamos em uma sociedade de desintegração social, construindo uma arquitetura fechada e excludente. Medellín é um exemplo de como o jogo pode ser virado”, expos. 
O arquiteto brasileiro, Mauro Munhoz, que dividia a mesa de conferência com Juan Botero falou que a realidade de Medellín mostra que os arquitetos brasileiros devem construir espaços públicos com sentido de coletividade, como os apresentados pelo colombiano. “Nós ainda não chegamos ao grau de Medellín. Acredito que todos nós temos uma nova tarefa pela frente”, finalizou. 

 Saiba mais sobre a experiência de Medellín, através do site da Empresa Dessarolo Urbano: http://www.edu.gov.co/

Nenhum comentário:

Postar um comentário